A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), com a parceria da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), iniciou nesta quinta-feira, 05/11, a "Oficina sobre a integralidade do Cuidado em Saúde Mental para a Macrorregião Triângulo do Sul". A atividade trata-se de um Curso Livre de qualificação, que é estruturado em formato de oficinas e foi originalmente planejado para ser presencial, no município pólo da macro, conforme ocorreu em 2019, em Barbacena, na macro centro sul. Contudo, devido à pandemia da Covid-19, neste ano, a Oficina será na modalidade de ensino remoto. Para o ano de 2021, a previsão é que as Oficinas ocorram em outras quatro macrorregiões.

Conforme uma das coordenadoras do curso, a trabalhadora da ESP-MG, Ana Regina Machado, apesar de todos os desafios enfrentados neste ano, em virtude da pandemia da Covid-19, toda a equipe sustentou a realização da Oficina de forma remota, pois entendem que, especialmente em razão do isolamento social, as dificuldades na Rede de atenção Psicossocial (RAPS) são intensificadas, demonstrando ainda mais a importância da qualificação do cuidado em saúde mental para os pacientes. "Temos certeza que faremos o melhor nesse modo de trabalhar que temos hoje, com todas as limitações, mas também teremos à disposição alguns novos recursos. Então, pretendemos utilizá-los, para que façamos uma ação que contribua com o cuidado em saúde mental, na região".

O Curso Livre de qualificação ocorrerá em 11 encontros, com carga horária de 55 horas, sendo 25 horas/aula síncronas e remotas e 30 horas de atividades orientadas à distância e contará com 50 discentes, que são trabalhadores dos diferentes pontos de atenção da RAPS. O objetivo do curso é contribuir para a qualificação da atuação dos trabalhadores das redes de atenção psicossocial da Macrorregião para que desenvolvam práticas que favoreçam a integralidade do cuidado em Saúde Mental. As aulas acontecerão nas plataformas de webconferência e os materiais didáticos estarão disponíveis no AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) da ESP. Os estudantes terão todo o suporte da equipe de docentes e da coordenação do curso para orientar com as dúvidas e o curso terminará em dezembro deste ano. 

Abertura do curso
Durante a cerimônia de abertura do curso, que ocorreu na manhã desta quinta-feira, a Diretora da ESP-MG, Jordana Costa Lima, deu as boas vindas e destacou a importância da integridade no cuidado com as pessoas que têm sofrimento mental ou são usuárias de álcool e outras drogas, já que esses pacientes também precisam ter acesso à assistência à saúde em outros pontos de atenção da rede SUS. Já o Superintendente da Regional de Saúde de Uberaba, Maurício Ferreira, agradeceu aos organizadores e destacou o trabalho em parceria de todos os profissionais envolvidos, o que garantiu a realização da Oficina. Ele também salientou que será uma excelente oportunidade para que todos os profissionais da macro se qualifiquem e possam aperfeiçoar suas práticas com os pacientes da saúde mental da região.

A Diretora de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas da SES-MG, Lírica Salluz mencionou que as equipes estão trabalhando há mais de um ano com as oficinas, sendo que uma já foi realizada em 2019, na Macrorregião Centro Sul e que agora, mesmo com todas as dificuldades, irão realizar mais uma oficina, só que desta vez à distância. Contudo, ela ponderou que é importante que a distância seja somente física. "É necessário que a gente consiga se aproximar, por meio do afeto, de trocas e experiências, que serão muito importantes para repensar a prática e pensar o cotidiano". A Diretora de Saúde mental finalizou sua apresentação citando uma frase de Nise da Silveira, uma das mais importantes psiquiatras do Brasil, "é necessário se espantar, se indignar e se contagiar, só assim é possível mudar a realidade", e Lírica complementou "que tenhamos uma oficina contagiante, que possamos usar esse espaço para reflexões e mudanças nas práticas de cuidado na saúde mental".

Saiba mais sobre a diferença entre ensino a distância e ensino remoto, clicando aqui.

Por Vívian Campos