A Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP-MG), em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), abre inscrições, a partir desta quinta-feira, 16/07, para o curso "Cuidados Clínicos na Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)". O curso tem carga horária de 30 horas e será ofertado na modalidade de educação a distância, no formato autoinstrucional (sem tutor) e com certificação para os concluintes. A previsão para início das aulas é o dia 23 de julho de 2020.

Os candidatos poderão se inscrever no período de 16/07 a 22/07/2020, por meio do preenchimento do Formulário Eletrônico. Para se inscrever, são necessários os seguintes requisitos: atuar em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e residir em Minas Gerais.

Clique aqui e acesse ao formulário de inscrição.

Serão disponibilizadas até 500 vagas para profissionais de saúde que estejam trabalhando em unidades de tratamento intensivo (UTIs) e serão preenchidas pela ordem de recebimento das inscrições válidas.

A proposta da capacitação é habilitar os profissionais de saúde para usarem as técnicas necessárias no tratamento de pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave, desde a entrada no hospital, até sua alta. O curso é destinado aos profissionais de saúde que estejam trabalhando em unidades de tratamento intensivo (UTIs) cuidando de adultos e crianças com formas graves de infecção respiratória aguda, incluindo pneumonia grave, síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA), septicemia e choque séptico.

Organização do Conteúdo

O curso tem carga horária de 30 horas e está estruturado em 14 módulos, conforme quadro abaixo:

quadro matéria curso srag

Lançamento oficial dos cursos e parcerias

Representantes do CONASS e da OPAS lançaram oficialmente, na quarta-feira, 15/07, por meio de cerimônia virtual, os cursos virtuais que têm como temática, a Covid-19. O representante do CONASS, Haroldo Pontes, abriu a cerimônia, destacando a importância da parceria e da necessidade da capacitação dos profissionais neste momento. Foram desenvolvidos e traduzidos quatro cursos e cada Escola de Saúde selecionou, a partir das peculiaridades de cada estado, o curso mais adequado para oferecer aos profissionais. Saiba mais sobre os outros cursos, clicando aqui.

Durante a cerimônia, Mônica Padilha, representante da OPAS e da OMS, comentou que a proposta dos cursos surgiu a partir de uma pergunta: como as Escolas podem contribuir neste momento de pandemia para resolver as grandes perguntas que foram colocadas pela covid-19? De acordo com ela, "a construção de capacidades foi a reposta".

Já a representante da OPAS e da OMS no Brasil, Socorro Gross, destacou relevância da iniciativa, o que ela considera fundamental, "realmente precisamos de talentos atualizados, fazendo as melhores práticas". Socorro Gross completou dizendo que "muito se tem falado sobre leitos, ventiladores e medicamentos, que são realmente muito importantes, mas a realidade é que a luta está sendo feita pelos trabalhadores e gestores que estão trabalhando dia e noite em cada canto do país", destacou.

Fechando a cerimônia, o Presidente do CONASS, Carlos Lula, destacou o poder transformador da educação. De acordo com ele, quando se promove educação, também se faz saúde pública, por meio das Escolas de Saúde. "Acredito que quando realizamos esses cursos, estamos transformando o Brasil, porque temos a possibilidade de oferecer diretrizes aos gestores estaduais e municipais. Essa parceria reforça o que já sabemos "é preciso mais ciência, mais saúde pública e ter mais cuidado com a vida das pessoas", concluiu.

Para mais informações sobre o curso:
eadespmg.curso01@gmail.com
(31) 3275-1440 (WhatsApp)

Por Vívian Campos