A Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP-MG) seleciona alunos para turma do novo Curso de Pós-Graduação lato sensu “Especialização em Políticas de Saúde Mental e Atenção Psicossocial”. As inscrições começam hoje, terça-feira dia 04, e vão até dia 06 de março.

O curso tem como objetivo promover a formação crítica e reflexiva de trabalhadores do Sistema Único de Saúde – SUS, em Minas Gerais, para que possam atuar no âmbito da gestão e do cuidado em Saúde Mental a partir do paradigma da atenção psicossocial.

O pleito oferta 40 vagas, distribuídas da seguinte forma: 20 vagas para os trabalhadores de saúde mental da rede pública de saúde dos municípios mineiros atingidos por rompimento de barragens no Vale do Rio Doce ou no Vale do Rio Paraopeba; e 20 vinte vagas para trabalhadores de saúde mental da rede pública de saúde nas esferas municipal e estadual.

Para a inscrição os candidatos deverão possuir escolaridade de nível superior; ser trabalhador(a), preferencialmente efetivo, atuantes nos dispositivos da RAPS; e apresentar declaração de anuência da instituição em que trabalha para participação no curso. A documentação deverá ser enviada via correios, ou entregue pessoalmente na ESP-MG durante o período de inscrição.

A formação em saúde mental

Para 2020, a formação de uma nova turma para o Curso de Especialização em Saúde Mental se justifica e é necessária para a qualificação da atenção psicossocial nas redes de serviços do SUS de diferentes municípios.

Outro fator considerado para a configuração do novo curso foi o rompimento das barragens que afetaram muitos municípios do Vale do Paraopeba e do Vale do Rio Doce. É urgente e necessário o debate dos processos de adoecimento e sofrimento mental da população. Por isso, metade das vagas da Especialização deverá ser ocupada por trabalhadores atuantes nos territórios onde ocorreram os desastres.

Entre os anos de 1985 e 2002, a ESP-MG ofertou o Curso de Pós-Graduação lato sensu “Especialização em Saúde Mental” contribuindo para a formação de muitos trabalhadores que participaram e participam do processo de Reforma Psiquiátrica em Minas Gerais.

Entre 2003 e 2019, a escola realizou formações em saúde mental voltadas as áreas da gestão, atenção a usuários de drogas, atenção em saúde mental da criança e do adolescente, residência multiprofissional, qualificação de referências técnicas, qualificação para supervisores clínico-institucionais e oficinas sobre a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).

Para realizar a inscrição, acesse aqui o Edital 02/2020, informações gerais e cronograma.

Enviar para impressão