O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) realizou nesta segunda-feira (11), a primeira aula do "Curso Técnico em Saúde Bucal" (TSB), que visa a capacitação de 37 profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS).

O curso tem por objetivo formar os trabalhadores da Atenção Primária à Saúde dos SUS em Técnicos em Saúde Bucal, com competências para realizarem atividades necessárias à prestação de cuidados no âmbito da prevenção de doenças, promoção e recuperação da saúde bucal. Além disso, espera-se com a formação, favorecer a reorganização das práticas em saúde bucal por meio da construção do conhecimento via reflexões e problematizações da realidade do processo de trabalho vigente.

Ludmila Brito, docente do curso e trabalhadora da ESP-MG, explica a importância da ação para a melhoria da saúde pública. "Considerando a importância do trabalho da odontologia no âmbito da Atenção Primária à Saúde e ainda a demanda por profissionais qualificados para a composição das equipes de saúde bucal, é necessário investir na formação e na qualificação dos trabalhadores em saúde bucal de forma a contribuir para a reorganização das ações e serviços de saúde bucal, como parte fundamental da construção do SUS”, afirma.

Expectativas

Vânia Conceição, Auxiliar Bucal da Prefeitura de Juatuba (Região Metropolitana de Belo Horizonte), agradece a oportunidade de uma capacitação técnica como a da ESP-MG para sua formação. "Minha expectativa é me formar. Sempre tive o sonho de fazer o curso técnico, desde que me formei como auxiliar, mas como a situação financeira estava difícil, não foi possível. O curso surgiu como uma oportunidade e fiquei muito empolgada e espero ser a melhor da turma, pois se é um sonho, vou conseguir. Pretendo fazer outros cursos futuramente para poder me profissionalizar mais e ajudar a população de Juatuba", alegra-se.

Para Clésia Almeida, Auxiliar de Saúde Bucal da Prefeitura de Esmeraldas, também na Região Metropolitana da capital mineira, o curso vai ajudar na melhoria de sua atuação profissional e no atendimento aos usuários. "Minha expectativa é a melhor possível, pois como auxiliar eu já trabalho em muitas coisas, como técnica mais ainda. Vou poder “encher a boca” falando que sou técnica, além de poder ajudar a mim mesma e a população de Esmeraldas tendo uma formação melhor. E tem mais. Os profissionais da ESP-MG são muito educados e motivados, sendo um dos motivos que me fizeram fazer o curso da escola", disse.

Dados

Os trabalhadores do SUS que participam do curso são dos municípios de Belo Vale, Caeté, Confins, Esmeraldas, Igarapé, Juatuba, Lagoa Santa, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Nova União, Ouro Preto, Pedro Leopoldo, Rio Manso, Sabará, Santana do Riacho e São Joaquim de Bicas.
Essa edição do curso terá duração de um ano e três meses, tendo 1.300 hora/aula, divididas entre aulas teóricas em sala e atividades práticas supervisionadas.

O TSB é uma oferta tradicional da Escola. Nas últimas duas décadas foram executadas 57 turmas, contemplando municípios inseridos em todas as regiões de saúde do estado.

Por Ayrá Sol Soares (Estagiária de Jornalismo - ASCOM/ESP-MG)