Neste mês, a Escola de Saúde Púbica do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) lançou duas novas publicações, frutos das experiências e vivências de ações educacionais no Sistema Único de Saúde (SUS).

O livro “Sobre vivências de agentes do SUS: travessias pelo Norte de Minas”, traz um recorte de docentes e alunos do Curso de Qualificação de Agentes Comunitários de Saúde nos territórios do Norte de Minas.

Já a cartilha “Mulheres, Agroecologia e as Lutas por Saúde: 30 anos do SUS, 20 anos do Setor de Saúde do MST-MG”, é um trabalho escrito a várias mãos, que mostra o protagonismo das mulheres nas lutas pelo direito à terra, à saúde e a um ambiente saudável para os povos do campo, além de ser um importante registro com temas como agrotóxicos, saúde ambiental e do trabalhador, agroecologia, saneamento e Educação Popular em Saúde.

Acesso ao conhecimento

As duas publicações podem ser acessadas gratuitamente e na íntegra por meio do Repositório Institucional da Escola, um sistema de informação que armazena, organiza, preserva e dissemina as informações produzidas pela instituição.

De acordo com o coordenador da Biblioteca da ESP-MG, Jefferson Oliveira, o Repositório é uma importante ferramenta que auxiliará na Gestão do Conhecimento na instituição. “Além de divulgar a produção da ESP-MG, as informações armazenadas nele irão fomentar a memória institucional, contribuindo para a geração de novos saberes”, explica.

Acesse aqui o Repositório Institucional da ESP-MG.

Por Sílvia Amâncio (ASCOM/ESP-MG)

Enviar para impressão